Projetos

O Bioparque do Rio veio para inaugurar no Brasil um novo conceito de Zoológico, focado na conservação da biodiversidade, pesquisa científica, educação ambiental e lazer.

O projeto foi concebido priorizando questões de bem-estar animal, trazendo recintos mais amplos e ambientados, com atributos característicos para cada espécie. Além disso, o BioParque do Rio participa de diversos projetos e ações relacionados à pesquisa, conservação e bem estar animal com instituições parceiras. Conheça alguns:

Bem-estar animal

O Programa de Bem Estar Animal do Bioparque do Rio visa proporcionar experiências positivas para os animais considerando que, para isto, existe uma importante relação entre o conjunto de condições e elementos oferecidos, e a percepção de cada indivíduo atendido.

Visando garantir bons níveis de bem-estar, as atividades seguem o modelo dos 5 domínios: nutrição, ambiente, saúde, interações comportamentais e mentais

Dentro do Programa de Bem-Estar, estão ainda duas  importantes ferramentas, o  Condicionamento Animal e o Enriquecimento Ambiental.

Além das atividades também contamos com o Programa de Medicina Veterinária com objetivo de trabalhar a prevenção de doenças, incluindo saúde nutricional, comportamental e reprodutiva.

Pesquisa para a conservação

Junto ao Instituto Conhecer para Conservar e diversos parceiros, o BioParque do Rio apoia e patrocina projetos de conservação por todo o Brasil. Conheça alguns dos projetos executados e apoiados pelo BioParque do Rio: 

REFAUNA – O BioParque do Rio é parceiro desde 2018 apoiando e participando de campanhas de refaunação envolvendo soltura monitorada de cutias, antas e trinca-ferros. A Missão do Refauna é translocar e reintroduzir animais com o objetivo de restaurar interações ecológicas que foram perdidas ao longo do tempo em florestas de Mata Atlântica, bioma ameaçado.

PUCRS – Apoio a pesquisa da PUCRS para a caracterização dos diferentes tipos genéticos das populações de Onças-Pintadas que vivem sob cuidados humanos (zoológicos, parques, santuários), fornecendo conhecimento científico para o desenvolvimento de projetos de reprodução e refaunação na natureza.

Onças Urbanas – O BioParque do Rio é parceiro do Projeto Onças Urbanas, que tem por principal objetivo monitorar e avaliar aspectos ecológicos, comportamentais e de uso do habitat urbano pela onça-parda, lobo-guará e outros felinos silvestres ameaçados, presentes na zona costeira metropolitana do Rio de Janeiro. O projeto já conseguiu registros inéditos da Onça-parda e Lobo-guará em Maricá e do Gato-maracajá em Niterói.

Educação Ambiental

A Educação para Conservação realiza campanhas que estimulam o desenvolvimento de comportamentos favoráveis ao meio ambiente e à conservação da biodiversidade. Através de campanhas educativas, ajudam a questionar os problemas de ameaças a espécies e seus hábitats.

O Setor de Educação do BioParque do Rio segue as diretrizes dos comitês de educação propostos pela WAZA (World Association Zoos and Aquariums), ALPZA (Asociación Latinoamericana de Parques Zoológicos y Acuarios) e IZE (International Zoo Educators Association) e tem objetivo de participar ativamente nas decisões junto aos coordenadores dos comitês mencionados.